Saiba como aumentar a lubrificação durante o sexo vaginal


Bruna Guarnieri

Redatora de Conteúdo

Se você é mulher, sabe bem: existe apenas uma maneira de ter um sexo vaginal prazeroso, e ela inclui muita lubrificação. É esse o detalhe que faz toda a diferença para que as relações sejam satisfatórias para o casal. Entretanto, muitas mulheres possuem disfunções que atrapalham na hora do prazer.

 

Também outros fatores podem estar relacionados à dificuldade que algumas mulheres têm para alcançar uma lubrificação satisfatória durante o sexo vaginal. O resultado aparece em forma de problemas entre os casais, da diminuição do desejo e pode até mesmo levar ao fim de uma relação que tinha tudo para dar certo.

sexo vaginal

Usar lubrificantes e investir em preliminares podem ajudar no momento do sexo. Foto: iStock, Getty Images

Como funciona a lubrificação 

Numa situação normal, a vagina deve lubrificar-se já nas preliminares. Em geral, essa lubrificação ocorre com o mínimo de contato. Dois conjuntos de glândulas são responsáveis por esse trabalho: um na entrada do canal da vaginal, constituído pela Glândula de Bartholin, e outro pela Glândula de Skene, que produz uma substância que lubrifica a vagina.

 

Essas glândulas, no entanto, não conseguem fazer todo o processo sozinhas. Elas contam com outro componente, o plasma sanguíneo, que atravessa o canal vaginal quando ele é distendido durante o processo de excitação.

 

Problemas da lubrificação no sexo vaginal

Estudos realizados nos Estados Unidos, por pesquisadores da Universidade de Indiana, apontaram que cerca de um terço das jovens com vida sexual ativa tinha problemas de lubrificação durante o sexo vaginal. Isso acontece, segundo os pesquisadores, por vários motivos, entre eles, e principalmente, a pressa.

 

As preliminares são um período essencial para que a mulher tenha uma boa lubrificação para o sexo vaginal. Se não há uma excitação suficiente nesse período, a relação fica difícil e muitas vezes dolorosa, além de poder causar, nesses casos, infecções por fungos.

 

Resolvendo o problema do sexo vaginal

Se o seu parceiro costuma não se importar muito com a intensidade da sua excitação, e vai direto ao assunto, é hora de chamá-lo pra uma conversa e colocar os pingos nos “is”. Até porque o tempo das cavernas já passou e sexo vaginal tem que ser prazeroso para a mulher também.

 

A dica pode ser dar uma passada no sex shop para acrescentar às brincadeiras alguns brinquedos, óleos e lubrificantes, que vão aumentar não só o seu prazer, mas o do parceiro também.

 

Ainda segundo o estudo da Universidade de Indiana, 70% das mulheres que utilizavam lubrificantes no sexo achavam a prática mais prazerosa.

 

Procure sugerir para ele que os dois assistam a um vídeo erótico antes da relação. Lembre-se: tudo que for sugerido para aumentar a sua lubrificação, também vai ser útil para o seu parceiro ter mais prazer.

 

É preciso avaliar ainda os motivos da secura vaginal. Eles podem ser relacionados a traumas, aos hormônios, ao sexo por obrigação, ao estresse, problemas na relação, à falta de um local reservado para a relação ou mesmo os problemas do dia a dia que não saem da cabeça da parceira nem durante o ato sexual.

 

Por tudo isso, é bom você dar uma conferida em como está sua relação. O jogo aberto com o parceiro pode ajudar, principalmente se os problemas na hora do sexo vaginal forem relacionados ao estresse.

 

O casal deve praticar o relaxamento antes da relação, desfrutar dos beijos e carícias, explorar-se e excitar-se mutuamente. Com isso vão se desligar do mundo e curtir bem mais a relação. Fica bem mais gostoso, não é mesmo?

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!

Share Button

Esse artigo ajudou você?


AJUDOUNÃO AJUDOU  Esse artigo ajudou +40 pessoas
Loading...Loading...
AJUDOUNÃO AJUDOU

Dúvidas?

Clique aqui e faça sua pergunta no Fórum de discussões.

Comentàrios

Você também vai gostar de: