Dr. Diego Baptista
Dr. Diego Baptista
Ortodontista

Aprenda sobre a Geminação dentária, a “irmã quase gêmea” da Fusão dentária

  • gemi-4

    Essa semana temos conversado um pouco sobre diversas alterações que acometem os dentes e com isso gostaria que nossos leitores começassem a se avaliar, a olhar no espelho e buscar cada canto da boca na intenção de verificar se está tudo dentro da perfeita ordem ou se apresenta alguma anormalidade como a Geminação.

    gemi-2

    As alterações morfológicas receberam diversas classificações ao longo dos anos. Uma forma de fazer essa análise e poder organizar as alterações de forma a simplificar e facilitar tanto o diagnóstico quanto o tratamento é entender que as anomalias podem se classificar segundo os aspectos apresentados nos exames clínico e radiográficos, reforçando o critério e a necessidade de um endodontista (dentista que faz o tratamento de canal) integrado no diagnóstico.

    gemi-5

    A geminação é uma anomalia que como fator causador tem uma tendência hereditária muito forte e já bem indicada pela literatura.

    Ocorre devido à tentativa de dois dentes desenvolverem-se a partir de um único germe dental sem, contudo, separarem-se totalmente como conseqüência disto, temos um dente com tamanho maior que o normal, sem alterar o número de dentes na dentição afetada.

    Normalmente está ligada à dentição decídua ou de leite.

    gemi-1

    Na maioria dos casos ocorre na dentição decídua, como já dito acima, sendo os incisivos os mais atingidos.

    Os dentes geminados geralmente apresentam divisão incompleta aonde se observa uma coroa grande, dupla ou bífida, com uma depressão ou sulco do bordo incisal (ponta do dente) à região cervical (perto da gengiva), uma única raiz e um único canal,ou seja, apresentam condutos radiculares em número normal porém alargados pela tentativa de divisão.

    gemi-3

    A geminação pode passar despercebida ou até mesmo parecer com um dente grande meio estranho mas que muitos achariam normal. então, em casos que você fique na dúvida do que pode ser normal ou não, reforço a necessidade de estar sempre com consultas periódicas com seu dentista que pode materializar suas dúvidas.

    Dr. Diego Baptista
    Dr. Diego Baptista
    Ortodontista

    Formado em Odontologia na Universidade Federal do Pará
    Especialização em Ortodontia no Centro Universitário do Estado do Pará
    Mestrando em Medicina Dentária na Universidade Paris-Sud

    Tire suas dúvidas

    Comentários

x
Fórum de Discussão Doutíssima

Acesse o maior Fórum de Saúde, Beleza e Bem-Estar do Brasil!

Insira sua pergunta e um especialista irá respondê-lo!

Clique aqui e acesse agora!