Carlota Xavier
Carlota Xavier
Editora de conteúdo

Saiba tudo sobre mioma: sintomas e tratamento

  • 1

    O que é Mioma?

    O mioma, também conhecido como fibroma ou leiomioma, é uma espécie de lesão ou tumor benigno que se desenvolve na musculatura do útero. É um problema comum em mulheres em idade fértil e costuma atingir uma em cada cinco mulheres entre 30 e 40 anos.

    Embora seja um tumor, o mioma é inofensivo, raramente apresenta sintomas, não é cancerígeno e a probabilidade de um mioma evoluir até se transformar em um câncer é praticamente nula.

    Quais são os tipos de Mioma?

    mioma

    Existem quatro tipos de mioma variando de acordo com o local do útero que ele atinge e cada tipo causa reações diferentes. Veja:

    Subseroso

    O mioma subseroso se manifesta na parte externa do útero, abaixo da serosa e dificilmente apresenta sintomas, porém pode aumentar de tamanho e comprimir outros órgãos.

    Pediculado

    Também ocorre na parte exterior do útero e pode se desenvolver tanto dentro quanto fora da cavidade uterina. Ele é chamado de mioma pediculado, pois fica ligado ao útero por um cordão fino chamado pedículo. Não altera o ciclo menstrual e costuma ser assintomático, porém se aumentar de tamanho pode causar dores no ventre baixo.

    Intramural

    O mioma intramural é um tumor que cresce dentro do útero. Se aumentar de tamanho, pode causar sangramentos e sensação de compressão em órgãos próximos, sendo este um tipo de mioma que pode causar infertilidade quando não tratado corretamente.

    Submucoso

    O mioma submucoso se desenvolve na parede uterina próximo ao endométrio e pode migrar completamente para dentro do útero, o que causa grandes sangramentos.

    Sintomas

    Alguns tipos de mioma são assintomáticos. Mas quando os sintomas aparecem, os mais importantes são:

    • Aumento do fluxo menstrual;
    • Aumento do volume do abdômen;
    • Dor;
    • Anemia;
    • Infertilidade;
    • Aborto espontâneo;
    • Compressão sobre a bexiga e intestino, provocando desconforto urinário e gastrintestinal.

    Causas

    Não há uma única causa para o aparecimento de um mioma. Sabe-se que está associado principalmente à produção de estrógeno, embora uma parcela seja sensível à ação da progesterona, e que sua incidência diminui depois da menopausa.

    Tratamento

    Embora na maioria dos casos o mioma costume regredir espontaneamente, existem três tipos diferentes de tratamentos para os casos que evoluem e persistem. O primeiro consiste em intervenção com medicamentos para controlar o aumento do mioma e os sangramentos.

    O segundo tratamento recomendado para casos em que o mioma já está muito grande ou causando infertilidade é uma cirurgia que consiste em retirar, seja todo o útero em casos de mulheres que não desejam ter filhos, a  histerectomia, seja apenas a retirada do mioma, a miomectomia.

    O terceiro tratamento é feito por embolização, que consiste em bloquear a artéria uterina com um catéter para obstruir o fluxo sanguíneo que nutre o mioma.

     

    Fonte: Dr. Drauzio Varella

    Carlota Xavier
    Carlota Xavier
    Editora de conteúdo

    Estudante de comunicação, está de olho em tudo o que é novidade porque adora estar por dentro das atualidades. Além de habilidades redacionais impecáveis, também tem uma paixão pela música e poesia.

    Tire suas dúvidas

    Comentàrios

x
Fórum de Discussão Doutíssima

Acesse o maior Fórum de Saúde, Beleza e Bem-Estar do Brasil!

Insira sua pergunta e um especialista irá respondê-lo!

Clique aqui e acesse agora!