Música para meditar pode trazer a tranquilidade perdida. Saiba mais!

Por: Redação Doutíssima em

Depois de um dia estressante, nada mais recompensador do que chegar em casa, colocar uma música e ficar alguns minutos apenas relaxando. Se você concorda com isso, saiba que não é o único: está cientificamente comprovado que a música para meditar pode ter muitos benefícios para a sua saúde mental, inclusive em casos de estresse.

musica-para-meditar
Escolher a música certa pode ajudar no relaxamento do corpo e da mente. Foto: Shutterstock

A maioria das pessoas não sabe, mas através do som do dia a dia que escutamos até mesmo sem perceber – como o barulho do trânsito, conversas, etc. – nossos ouvidos estão constantemente recebendo informações sobre o nosso ambiente.

Nossos ouvidos nos ajudam a tomar consciência do perigo, mas eles também podem ajudar a melhorar a nossa vida, e a meditação pode ser uma poderosa aliada. Confira abaixo alguns dos benefícios que você vai encontrar quando ouvir regularmente uma música para meditar.

Música para meditar desacelera a mente

Muitas músicas são apropriadas para meditação, pois podem ajudar a mente a desacelerar e iniciar a resposta de relaxamento. No entanto, nem toda música pacífica funciona. Uma música sem estrutura pode ser irritante ou até mesmo perturbadora, mas uma música suave, com uma melodia familiar, pode ser reconfortante.

Por isso, é necessário encontrar a música que mais proporcione uma sensação de calma, familiaridade e centralidade para você. Os sons da natureza muitas vezes são incorporados em CDs feitos especificamente para o relaxamento.

Por exemplo, o som da água pode ser reconfortante para algumas pessoas e pode ajudar a evocar imagens calmantes, que ajudam sua mente a liberar os pensamentos estressantes.

Benefícios da música para meditar

– Aumento dos níveis de hormônios

Vários estudos mostram que ouvir os sons da natureza ou uma música para meditar aumenta os níveis de serotonina e de outros hormônios positivos na corrente sanguínea. A serotonina é um hormônio considerado por muitos especialistas como o neurotransmissor que nos proporciona a melhora do nosso humor, sono e aprendizagem.

– Redução dos níveis de estresse

Ouvir uma boa música para meditar pode nos ajudar a desligar do estresse diário. Essa redução do estresse pode conduzir a um melhor processamento e a uma melhoria cognitiva da memória.

Escutar uma música relaxante, juntamente com a respiração correta e meditação, antes de ir para a cama é uma ótima maneira de desconectar do seu dia ocupado e acolher a serenidade e a paz da noite.

– Melhora da função cerebral

É de conhecimento que, ao tocarmos um instrumento musical, isso pode nos ajudar a alcançar melhores níveis de raciocínio e habilidades de comunicação.

Porém, até mesmo quando simplesmente ouvimos a música, pesquisadores descobriram que áreas muito próximas do cérebro contribuem para uma melhor interligação entre os nossos dois hemisférios, o que também resulta em crescimento dendrítico, assim, proporcionando uma melhor comunicação dentro dos neurônios do cérebro.

– Melhora da frequência cardíaca

Vários estudos têm documentado que pessoas em hospitais e outros ambientes clínicos mostram uma diminuição na frequência cardíaca quando escutam uma música relaxante. Ouvir essa música regularmente pode, portanto, ajudar a baixar a pressão arterial e a freqüência cardíaca.

– Uma experiência de prazer

A dopamina é um neurotransmissor muito poderoso, que está relacionado com as nossas emoções e sensações de prazer. Ouvir música para meditar produz uma agradável sensação em nosso cérebro, contribuindo para experiências tão prazerosas quanto comer ou fazer amor.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

COMPARTILHAR