Como prevenir o alcoolismo entre os jovens

Por: Redação Doutíssima

O impacto causado pela dependência do álcool por um longo período é extremamente prejudicial à saúde. Atualmente, o álcool é a droga mais usada entre jovens com menos de 18 anos, sendo que o alcoolismo mata mais do que o fumo.

 

As mulheres são as mais prejudicadas pelo vício. A expectativa de vida de mulheres alcoólatras é 4,6 vezes menor do que aquelas com hábitos saudáveis. Entre os homens a perspectiva não é muito melhor. Homens alcoólatras têm uma expectativa de vida quase duas vezes menor do que de homens não viciados.

 

alcoolismo
Jogo aberto sobre os danos irreversíveis do vício é alternativa na prevenção. Foto: iStock, Getty Images

 

Alcoolismo é incentivado em casa

Socialmente aceita pela cultura, a bebida faz parte do dia a dia dos jovens, seja nas reuniões familiares, nas festinhas no final de semana. Como muitas famílias ainda consideram essa droga menos nociva, na maioria das vezes a iniciação ao álcool ocorre no ambiente familiar.

 

Outro fator que colabora com o desenvolvimento do alcoolismo entre os adolescentes é o desejo de ser aceito em seu grupo de amigos e ter uma boa imagem com os colegas.

 

O uso do álcool, em muitos casos, representa uma espécie de ritual de passagem da infância para a vida adulta ou mesmo um ritual de pertencimento a um grupo, sem que se perceba o quão prejudicial este vício pode se tornar na vida de uma pessoa.

 

Prezar pela prevenção do alcoolismo na adolescência é fundamental para preservar a saúde e a vida dos jovens. Para isto, é necessário observar se o adolescente tem histórico familiar da doença.

 

Quando isto ocorre, deve se estabelecer um processo preventivo de consciencialização a fim de evitar futuras tendências de abuso e dependência do álcool por parte destes jovens. Isto porque, em muitos casos, o problema está apenas em iniciar o consumo, sendo este o gatilho para graves problemas futuros.

 

Muitas vezes, apenas o conhecimento sobre os efeitos nocivos do álcool não são suficientes para evitar que os adolescentes consumam a bebida alcoólica.

 

Só que por se tratar de uma doença biopsicossocial, que provoca danos gravíssimos ao organismo, se faz necessário estabelecer estratégias de prevenção do alcoolismo na adolescência que envolva as camadas sociais mais jovens. Uma forma de prevenção é estimulá-los a ter um estilo de vida saudável.

 

Apenas a proibição do consumo de álcool entre os adolescentes não é suficiente enquanto existirem bebidas alcoólicas de fácil acesso, sendo necessário que haja uma maior sensibilização para a promoção da saúde e segurança.

 

Educação é arma contra o alcoolismo

A realização de seminários didáticos e interativos, expondo os perigos e danos do uso e abuso do álcool, pode ser uma forma eficaz de prevenção, assim como o incentivo a atividades recreativas e esportivas para os jovens ocuparem o seu tempo livre.

 

Com uma visão mais crítica sobre os danos que o álcool pode provocar no corpo físico e que a dependência e abuso da bebida podem causar danos irreversíveis nas suas vidas, os adolescentes podem perceber melhor os malefícios e os ricos inerentes a doença, cabendo a eles, a partir disto, tomar as suas decisões e responsabilizar-se pelas suas opções.

 

A conscientização sobre o que é o alcoolismo é a melhor forma de prevenção da doença entre os jovens.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!

COMPARTILHAR