Conheça os principais cuidados com um bebê recém-nascido

Por: Redação Doutíssima

Os pais, principalmente de primeira viagem, muitas vezes se atrapalham nos cuidados com o bebê recém-nascido. Dúvidas sobre a maneira certa de segurar a criança, os motivos de choros intermináveis e de que forma fazê-los dormir são apenas alguns dos questionamentos.

É natural que todas essas dúvidas causem angústia e deixem a família toda preocupada. Mas algumas dicas podem ajudar no momento em que o bebê chega em casa e a rotina precisa ser alterada. Confira a seguir.

 

bebê recém-nascido
Recém-nascido ainda é frágil e precisa de alguns cuidados especiais. Foto: iStock, Getty Images

 

Como segurar o bebê recém-nascido

 

O bebê recém-nascido é frágil, pequeno e é normal sentir medo de segurá-lo. Mesmo as mães, às vezes, se sentem um pouco desconfortáveis para acomodar a criança no colo. Por ele ser tão inofensivo e flexível, você precisa ter cuidado, mas logo pega o jeito.

Apoie bem a cabeça e as costas do bebê, porque os músculos do pescoço são pouco desenvolvidos. Encaixe a cabecinha na dobra do seu cotovelo e as costas dele no seu antebraço, deixando a parte menos fortalecida apoiada.

Jamais faça movimentos bruscos ou rápidos, prestando atenção para não pressionar ou bater a parte superior da criança.

A moleira, que fica na cabeça, é um pequeno buraco que permanece presente enquanto os ossos do crânio não estão completamente formados. Por isso, cuide especialmente dessa parte.

Calma quando o bebê recém-nascido chora

 

Por qualquer motivo (qualquer coisa mesmo) a criança vai chorar. Fome, frio, calor, fralda suja, irritação, barulho demais, estresse, luz forte, posição desconfortável, estresse, movimentação de pessoas e várias outras situações podem fazer o bebê recém-nascido “abrir o berro”.

Como única forma de expressão, ele precisa se manifestar assim para “pedir” alguma coisa. Por isso, não perca a calma. Você não precisa e não consegue adivinhar tudo. Vá descobrindo aos poucos, acariciando, conversando baixo, cantando, deixando-o mais acomodado.

Se você perceber que está se irritando, peça ajuda, sente, respire, tome uma água. No começo, é normal isso acontecer, mas, em geral, a partir dos quatro meses, o choro é menos frequente. Aguente firme.

Colocando o bebê para dormir

 

Na hora do soninho, a melhor posição para o bebê recém-nascido dormir é de barriga para cima. E não se preocupe tanto: se o leite materno voltar, ele tem reflexos suficientes para se defender.

Mas para garantir, espere um tempo até que ele arrote antes de colocá-lo para dormir. Se a criança costuma regurgitar com frequência, tente deixá-la deitada de ladinho, sem esquecer o travesseiro antissufocamento.

A criança e as visitas

 

Não tem problema se as visitas carregarem o bebê recém-nascido. Porém, alguns cuidados devem ser tomados. Cuide para que não fiquem beijando a criança e peça para que todos lavem as mãos antes de pegá-la.

Se a pessoa estiver resfriada ou espirrando, solicite a visita em outro dia, quando estiver melhor. Logo que nasce, o bebê tem poucas defesas orgânicas, principalmente contra os vírus.

Durante seu desenvolvimento, ele não deve ser contaminado, sob riscos de consequências bastante graves. Não faça tumultos em sua casa, nem deixe que a criança vá pulando de colo em colo. Isso fará com ele fique irritado, sendo que o que ele mais precisa é tranquilidade.

Deixe as visitas chegarem na sala e não no quarto. Se quiserem ir até o berço, diga que vá uma por vez para não estressar o pequeno.

 

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima