Crossfit: tudo o que você precisa saber sobre o esporte

Por: Redação Doutíssima

Com movimentos funcionais variados e de alta intensidade, o crossfit é uma filosofia de treinamento geralmente indicada para pessoas de todas as idades e diferentes níveis de aptidão – embora a ciência tenha ressalvas quanto a seu público-alvo.

Sucesso em razão de sua capacidade de melhorar o bem-estar físico, vale lembrar que essa modalidade não é moleza e exige muita dedicação. Quer começar? Fique por dentro de como funciona. 

A teoria por trás do crossfit

Criado pelo treinador americano Greg Glassman, o crossfit é um sistema de condicionamento destinado a ajudar no desenvolvimento da capacidade de trabalho. Não é necessariamente projetado para obter melhor habilidade ou atributo fitness, mas para aperfeiçoar seus pontos fortes em níveis variados de intensidade e tempo.

Você provavelmente não irá se tornar a pessoa mais forte do planeta recorrendo ao método, mas incrementará força, rapidez e capacidade de realizar atividades diversas. Isso ocorre através de movimentos funcionais de alta intensidade.

Quando você experimentar uma aula, certamente fará o treino do dia. Ele envolve diferentes movimentos, repetições e outros detalhes que estão em constante variação. Em resumo, é difícil saber o que esperar de cada sessão.

Todos os treinos são baseados em movimentos que fazem parte do seu dia a dia, que são, de uma forma ou outra, familiares. Empregando uma abordagem variada para o treinamento, eles levam a ganhos significativos quando feitos em intensidade máxima – essencial para a obtenção de resultados.

crossfit-doutissima-iStock-getty-images
A intensidade é uma das características do crossfit. Foto: iStock, Getty Images

É uma modalidade eficaz?

A rápida incorporação dessas técnicas em programas fitness levou a preocupações sobre sua segurança e eficácia. Desse modo, o American Council on Exercise alistou pesquisadores da Universidade de Wisconsin para mensurar o gasto de energia e o poder dos exercícios de crossfit.

Para isso a equipe de pesquisa recrutou 16 voluntários saudáveis de ambos os sexo, todos com idades entre 20 e 47 anos. Foi atribuído a eles um objetivo específico: completar o treino do dia e realizar todas as repetições prescritas no mais curto espaço de tempo possível.

Com base nos dados obtidos, os pesquisadores concluíram que a alta intensidade faz do crossfit uma excelente atividade. Ela é particularmente positiva para trabalhar a forma física aeróbica e queimar um bom número de calorias.

Nesse estudo, constatou-se que o gasto calórico médio era de 20,5 kcal/min para homens e 12,3 kcal/min para mulheres. Contudo, os cientistas indicam que esse tipo de modalidade não é indicado para todas as pessoas – ao contrário do que é comumente dito.

O ideal é que seja praticado por pessoas que estão acostumadas a atividades físicas regulares. Vale lembrar que entrar em forma é um passo essencial para lidar com problemas de saúde – diabetes, hipertensão arterial e níveis elevados de colesterol, por exemplo.

Se você ainda não estiver ativo, condicione-se com outros programas de exercício mais leves primeiro. Antes disso, porém, é indispensável consultar um médicoMulheres grávidas também devem redobrar os cuidados.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!