Alimentos com glúten devem ser evitados por quem tem doença celíaca

Por: Redação Doutíssima

Doença celíaca é a intolerância ao glúten, uma proteína encontrada no trigo, aveia, cevada, centeio e nos seus derivados. Esse problema pode provocar no organismo dificuldades na absorção de nutrientes, vitaminas, sais minerais e água, contidos em muitos alimentos.

 

Em maio de 2002 foi comemorado pela primeira vez no Brasil o Dia Internacional dos Celíacos. A iniciativa partiu do acordo entre pesquisadores italianos, americanos e brasileiros para incentivar a divulgação da doença celíaca e chamar a atenção sobre a alimentação dos portadores desta patologia.

 

O evento foi inserido então no calendário de ações da Federação Nacional das Associações de Celíacos do Brasil (Fenacelbra) com celebração sempre no terceiro domingo de maio, este ano dia 17. A oportunidade permite palestras, oficinas culinárias, seminários, e culmina na caminhada nacional, realizada simultaneamente em várias capitais e municípios brasileiros.

doença celíaca
Desafio de quem sofre com a doença celíaca é evitar os alimentos com glúten. Foto: iStock, Getty Images

A doença celíaca

Glúten é uma proteína do trigo, centeio e cevada, que é digerida com dificuldade na parte alta do trato gastrintestinal. Nos portadores da doença celíaca, moléculas não digeridas de gliadina (que integra sua composição), em contato com a mucosa intestinal, causam um processo inflamatório crônico.

 

Entre os sintomas desta patologia estão diarreia com perda de gordura nas fezes, vômito, perda de peso, inchaço nas pernas, anemias, alterações na pele, fraqueza das unhas, queda de pelos, diminuição da fertilidade, alterações do ciclo menstrual e sinais de desnutrição.

 

Além disso, prisão de ventre, atraso no crescimento, alteração de humor, distensão abdominal, osteoporose e perda óssea também são sinais comuns. Especialistas ainda alertam que pode haver a doença assintomática. Neste caso, só exames podem diagnosticar com precisão.

 

doença celíaca

Diagnóstico da doença celíaca

O diagnóstico da doença celíaca é feito por meio de exames de sangue, especialmente porque os sintomas são muito variados e podem ser associados com outras doenças.

 

É normal que se manifeste em crianças com até um ano de idade (o que não significa que não possa se manifestar em adultos), logo quando começam a ingerir alimentos que contenham glúten ou seus derivados. A demora no diagnóstico pode culminar no atraso do desenvolvimento da criança.

 

O principal tratamento da doença celíaca inclui uma dieta com total ausência de glúten, o que traz dificuldade para a maioria dos pacientes. Essa patologia não tem cura, por isso, a alimentação deve ser rigorosa pelo resto da vida.

 

Alimentos que contenham trigo, aveia, centeio, cevada e malte devem ser eliminados do cardápio. Assim como os que contenham seus derivados, como cerveja, whisky, vodca, gim, bebidas contendo malte, cafés misturados com cevada, e outras bebidas cuja composição não esteja clara no rótulo.

 

Da mesma forma, é importante não ingerir leites achocolatados que contenham malte ou extrato de malte, queijos fundidos e queijos preparados com cereais proibidos. Na dúvida ou se o rótulo não trouxer informações claras, não adquira o produto.

 

É preciso tomar cuidado com a contaminação de alimentos classificados como sem glúten. A leitura das embalagens passa a ser impreterível para o portador da doença celíaca. No Brasil, é obrigatório, por lei federal, a informação de glúten no rótulo de todos os alimentos.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!