Em um momento de sono intenso você certamente já se questionou por que os seres humanos não podem hibernar como alguns animais. A resposta é bastante simples – embora não diminua aquela preguiça, especialmente nos dias frios.

Muitos animais precisam desse estado para passar por períodos intensos de inverno, nos quais há pouco alimento disponível. Já as pessoas evoluíram de tal forma que esse repouso prolongado não é necessário, já que existem muitas formas de se proteger.

Hibernar: uma necessidade para muitos animais

As baixas temperatura são capazes de fazer com que os animais gastem muita energia. Para piorar a situação, esses ambientes costumam oferecer escassez extrema de comida, que impossibilita a reposição. É a partir dessa lógica que se desenvolve a habilidade de hibernar.

Para chegar a um estado de hibernação, eles antes precisam acumular comida no corpo. Ou seja, um grande volume de nutrientes é armazenado em forma de gordura e serve como uma reserva para que o corpo resista à falta de alimento durante o sono.

Mas apenas isso não basta. De acordo com um estudo publicado na revista Annual Review of Physiology, para hibernar os animais devem ter um decréscimo em seu metabolismo. É essa mudança que permite que exista uma queda na temperatura corporal, o que dá origem à hibernação.

Vale destacar que recentes pesquisas têm encontrado certas espécies em ambientes tropicais que também têm a capacidade de hibernar. Trata-se ainda de uma incógnita, que tem exigido estudos mais aprofundados sobre o assunto, já que esse não é exatamente o local característico para essa habilidade.

hibernar
Os ursos estão entre os animais capazes de hibernar. Foto: iStock, Getty Images

Por que os humanos não conseguem hibernar?

Basicamente, os seres humanos não conseguem hibernar em razão de duas circunstâncias. Primeiro, evoluímos a partir de animais que habitam os trópicos, os quais por sua vez não têm histórico de hibernação.

Em consequência disso, não houve a evolução metabólica necessária para permitir que dormíssemos durante longos períodos. Há ainda uma segunda razão bastante óbvia: os seres humanos não possuem necessidade de hibernar.

Vale lembrar que a hibernação se destina a proteger os animais de frios rigorosos e da incapacidade de encontrar alimentos nesses períodos gelados. Como se sabe, os humanos evoluíram a tal ponto que se tornou relativamente fácil encarar esses problemas do inverno.

De toda forma, há em andamento vários estudos que analisam a viabilidade de induzir a hibernação em seres humanos. Muitos pesquisadores acreditam que isso poderia ser bastante útil em termos de saúde, já que seria possível colocar as pessoas nesse estado enquanto um tratamento ou uma cura para determinada doença seja estudada.

E aí, o que achou? Deixe um comentário! E não esqueça de compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!