São raros os casos de pessoas que nunca não tenham se sentido deprimidas ou tristes. É uma reação normal do organismo à perda, momentos difíceis e de baixa autoestima. O problema é quando o sentimento de tristeza profunda passa a ser uma constante e aparece acompanhado de outros sintomas.

Depressão ou tristeza profunda?

A tristeza é uma emoção normal. Ela geralmente é desencadeada por um difícil, doloroso ou decepcionante evento, experiência ou situação. Em outras palavras, há a tendência de se sentir triste quando algo ocorre fora das expectativas.

Quando atinge níveis mais intensos, porém, a tristeza profunda pode se transformar em depressão, uma doença mental que afeta o pensamento, emoções, percepções e comportamentos.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) classifica a depressão como uma das doenças mais incapacitantes do mundo. Estudos populacionais mostram que cerca de 20% das pessoas vão experimentar uma grave depressão clínica durante o curso de suas vidas.

Nas situações em que ela está presente, todos os aspectos da vidas costumam tornar-se menos agradáveis, interessantes ou importantes. Ela esgota energia, motivação e capacidade de experimentar alegria, prazer, excitação, antecipação, satisfação, conexão e significado. Por isso, é importante reconhecer seus sentimentos.

tristeza profunda
Na depressão, tudo parece cinza e pode ser difícil encontrar ânimo para dar conta da rotina. Foto: iStock, Getty Images

Como tratar a tristeza profunda

Quem sente tristeza profunda frequentemente e não consegue se sentir melhor nem quando tudo parece estar bem, pode estar apresentando um sinal de depressão. Na dúvida, vale ir em busca de ajuda especializada. Com o diagnóstico definido, fica mais fácil tratar o problema.

Mesmo que seja apenas uma tristeza profunda, porém passageira, algumas sessões de terapia podem ser bastante positivos. Fazer algumas adaptações em seu estilo de vida é outra dica para se sentir melhor consigo mesmo e com o mundo. Confira algumas delas:

  • Permita-se chorar

Chorar é uma maneira natural do seu corpo liberar a tristeza. Os hormônios do estresse podem ser eliminados com suas lágrimas. Também é capaz de ativar o sistema nervoso parassimpático, que ajuda o corpo a se recuperar de estresse e trauma, de acordo com um artigo do The European Health Psychologist.

  • Identifique o motivo da sua tristeza

Solte seus sentimentos e escreva tudo o que incomoda nesse momento. Escreva todos os motivos pelos quais você pode estar triste, desde os mais simples aos mais complexos.

  • Converse com quem você gosta

Tenha certeza que as pessoas que você ama vão estar dispostas a ajudar nesse momento de dificuldade. Fale com elas, demonstre o que o aflige e busque todo o apoio necessário para se recuperar.

E aí, já buscou ajuda para falar sobre sua tristeza profunda? Como foi a experiência? Comente! Também compartilhe suas experiências e tire suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!