Arrumar o quarto para a tão esperada chegada do bebê é uma tarefa prazerosa, mas que geralmente vem acompanhada de dúvidas para os papais e mamães. A escolha do berço pode se tornar difícil diante da variedade de modelos, preços e tamanhos. Para acertar na decisão, vale contar com algumas dicas.

Definir o berço ideal envolve considerar uma série de critérios: desde o espaço disponível no quarto até questões de segurança. Também é preciso levar em conta a funcionalidade do item, se ele será desmontável ou se terá cômodas e gavetas acopladas, por exemplo.

Berço
Segurança e tamanho são quesitos importantes. Foto: iStock, Getty Images

Cuidados importantes na escolha do berço

Afinal, o que é imprescindível considerar na hora de definir o berço perfeito para o seu filho? Abaixo, você confere dicas e cuidados essenciais para não errar na compra e garantir um espaço com conforto e segurança para as noites do bebê.

  1. Tamanho

Esqueça a cor e o formato do berço: antes de mais nada, você precisa considerar o tamanho da peça de acordo com o espaço disponível no quarto. Se ele estiver desproporcional, pode ser um erro. Atualmente, há diferentes opções de tamanho: desde o modelo americano de 1,50 m por 80 cm com grade até o nacional de 1,30 m por 60 cm.

Outra possibilidade, caso o espaço disponível esteja fora das medidas padrão, é encomendar o berço sob medida. Em lojas especializadas, essa é uma alternativa comum.

  1. Segurança

Este é outro quesito absolutamente essencial na hora de escolher o berço. Desde 2012, os modelos só podem ser fabricados e importados se atenderem aos requisitos aprovados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). Certifique-se de adquirir uma peça com este selo de qualidade.

  1. Qualidade

Independente da peça que você escolher, seja usada ou não, observe sempre a qualidade. Muito cuidado com  fiapos de madeira, tinta e parafusos frouxos, que podem comprometer a saúde do bebê. Faça os reparos com antecedência. Muito mais do que o design, o que vale mesmo é a qualidade do material.

  1. Funcionalidade

É importante também escolher um berço que seja prático e se adapte bem à rotina da família. Para quem dispõe de pouco espaço no quarto, vale optar por uma peça que já tenha cômodas e gavetas acopladas. Se há uma mudança de residência em vista, vale adquirir um desmontável.

Até que idade o berço é indicado?

Um questionamento recorrente entre os papais e mamães é até que idade a criança deve ficar no berço. Na verdade, tudo depende. Há bebês que utilizam o móvel por cerca de um ano a um ano e meio, outras permanecem até por volta dos três.

O que deve ser levado em conta, essencialmente, é a capacidade da criança dormir a noite inteira. Caso contrário, ao retirar o berço, toda vez que ela acordar irá procurar o quarto dos pais. Se necessário, vale consultar um especialista para ajudar a identificar a melhor hora de aposentar a peça.

E aí, o que achou do artigo? Conseguiu decidir? Conte para a gente!