Pode parecer que os efeitos do orgasmo passam rápido, não é mesmo? Na verdade, enquanto o prazer dura alguns instantes, outros ganhos são permanentes para a saúde e até mesmo para a beleza. São diversos benefícios que podem ser conquistados por quem mantém uma vida sexual ativa e saudável.

Aliás, cada vez se descobre mais efeitos benéficos do auge da relação sexual, que proporciona sensações de prazer, bem-estar e relaxamento para homens e mulheres. Porém, nem sempre o público feminino consegue chegar lá tão facilmente e desfrutar do momento. Mas nada que alguns hábitos não possam ajudar a reverter.

Principais efeitos e benefícios do orgasmo

Ao ter um orgasmo, cérebro, músculos e respiração são afetados, gerando diferentes efeitos por todo o corpo. No cérebro ocorre a liberação da endorfina, o hormônio da felicidade, e de adrenalina, substância responsável por aquela sensação de prazer, bem-estar e felicidade que toma conta do corpo após chegar no clímax.

Na hora do orgasmo, a mulher tem suas sensações ampliadas por sentir contrações não apenas na vagina, mas também nas coxas, bumbum e abdômen. Essas contrações musculares liberam uma grande quantidade de CO2, gerando um relaxamento intenso em todos os músculos do corpo.

Com todos esses efeitos, é possível usufruir de diversos benefícios quando se tem uma vida sexual ativa e prazerosa. A liberação de substâncias diminui a sensibilidade à dor, relaxando a musculatura e melhorando o humor. Com isso, é possível aliviar dores de cabeça e do corpo.

O orgasmo ainda produz uma vasodilatação superficial dos vasos sanguíneos, o que pode aumentar a temperatura em algumas pessoas. Com isso, a pele ganha uma aparência mais viçosa e brilhosa.

O relaxamento também contribui para um sono melhor – e não apenas no dias em que houver sexo. A reação tem efeito prolongado, pois a ação dos neurotransmissores passa a agir no organismo de forma mais regular e numa quantidade maior. Os níveis de estresse também tendem a diminuir devido a redução da atividade do cortisol.

Orgasmo
Para chegar lá, a mulher precisa relaxar e se entregar ao momento. Foto: iStock, Getty Images

Como as mulheres podem chegar lá

A dica básica é estimular os pontos certos do corpo e encontrar em quais você mais sente prazer. Todo lugar com terminação nervosa tem potencial para ser estimulado e provocar o orgasmo. No caso da mulher, o clitóris é o que mais centraliza esse poder, pois é o único órgão do corpo humano completamente voltado para o prazer.

Muitas vezes, as preliminares são as principais responsáveis pelo orgasmo feminino. Isso ocorre porque, como o clitóris fica mais externo, na hora do sexo oral ou da masturbação se torna mais fácil chegar lá. 

Mas um dos principais fatores que facilitam o orgasmo feminino é a entrega da mulher para a relação. É essencial relaxar e se desligar completamente do mundo externo, permanecendo voltada para o momento e para o parceiro.

E aí, o que achou do artigo sobre orgasmo feminino? Deixe o seu comentário!