O tempo dá diversos sinais da sua passagem e, para muitas mulheres, o mais sofrido deles é quando se manifesta na pele. As primeiras discretas rugas, bolsas abaixo dos olhos e os pés de galinha são sinais do envelhecimento precoce da pele. Segundo o dermatologista Dr. Jardis Volpe, “quanto antes você notar esses sinais sutis, com a ajuda do médico especialista, melhor serão o trabalho preventivo e a sua aparência”.

Saiba como identificar os sinais de envelhecimento precoce da pele. (Foto: istock)
Saiba como identificar os sinais do envelhecimento precoce da pele. (Foto: istock)

Como detectar os sinais do envelhecimento precoce

O dermatologista mostra quais os principais sinais de que a sua pele está sofrendo com o envelhecimento precoce e dá algumas dicas para combater esse visual indesejado. Confira:

Manchas de sol no rosto aos 20/30 anos

A exposição direta ao sol é responsável pela presença de manchas e sardas até os 25 anos de idade. “Indícios como as manchas solares são um importante sinal de alerta dos danos cumulativos do sol”, comenta Dr. Jardis. De acordo com a dermatologista Dra. Cláudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia, após os 25 anos em média, há a primeira perda no metabolismo de regeneração e o organismo começa a ter deficiência em produzir espontaneamente os antirradicais livres e antiglicantes que combatem os superóxidos que envelhecem o nosso organismo e facilitam o aparecimento de manchas.

Por isso, é fundamental o uso constante de protetor solar de amplo espectro, com FPS de no mínimo 30. Além disso, é indicada a aplicação de um creme com Vitamina C e E.

Rugas ao longo das bochechas

Apenas o movimento normal do rosto e expressões já colaboram para o surgimento de rugas. No entanto, segundo dr. Jardis, se linhas finas e rugas aparecem no meio das bochechas, antes dos trinta anos, é hora de se preocupar. Para isso, uma solução apontada pelo dermatologista Dr. Abdo Salomão é sessões de Megafocus. O aparelho é um ultrassom microfocado que atinge o músculo e promove melhora no aspecto da pele, por causa do estímulo de produção de colágeno.

Pescoço irritável e de cor desigual

Segundo a dermatologista Dra. Claudia Marçal, a pele do pescoço é muito fina, praticamente sem glândulas sebáceas, pouco hidratada e onde há grande movimentação natural pela própria dinâmica da região. O dermatologista Dr. Abdo Salomão Jr. explica que, se a pele do pescoço está com cor desigual, isso é evidência do fotodano (dano solar) que provoca envelhecimento precoce e influencia também na função de barreira, deixando a pele facilmente irritável.

Pele mais sensível

A pele reage a desordens alimentares, privação ou carência nutricional. “Essa sensibilidade, que pode vir conjuntamente com coceira, também é um presságio importante de que alguma coisa na sua rotina de beleza não está em ordem”, comenta Dr. Jardis. Para evitar esses efeitos, o especialista recomenda o uso de vitaminas orais, produtos tópicos com ação calmante, hidratante e uma alimentação balanceada.

Muitas olheiras

A região dos olhos é bastante sensível e delicada, com característica e estrutura epidérmica diferenciada. A área também conta com a fragilidade das fibras de colágeno, responsáveis pela sustentação dessa pele que fica, em média, 6% mais fina a cada dez anos”, explica o dermatologista Dr. Jardis Volpe. O médico explica que as olheiras pioram com a alimentação rica em açúcar e sal pois, “assim como o álcool, torna a pálpebra mais inchada e o pigmento depositado mais evidente”. Noites mal dormidas, tabagismo, na TPM também podem colaborar para isso. O indicado pelo médico é o uso de tecnologias como radiofrequência ou Fotona, que resolve o problema das olheiras e flacidez da região.

Como podem ver, uma boa alimentação, hidratação, sono de qualidade e protetor solar são itens fundamentais para evitar o envelhecimento precoce. Cuide também da saúde da sua pele!